• Conselho de Administração da Oceano Fresco dá as boas-vindas a Olivier Cottet e Bjørn Skjævestad

    Empresa Pioneira na Aquicultura de Bivalves Expande Equipa para Receber Talento Internacional de Topo

    Mira, 29 de janeiro de 2019. A Oceano Fresco anunciou hoje a expansão do seu Conselho de Administração com a inclusão dos membros não executivos Olivier Cottet, da Syngenta, e Bjørn Skjævestad, da Altavida AS. Com este alargamento, a empresa pretende continuar a posicionar-se como um líder global no emergente campo da aquicultura de bivalves baseada em ciência.

    Olivier Cottet é Headof Global Biological Operations, Vegetables Seeds na gigante do agronegócio Syngenta. Olivier é um conhecido especialista em melhoramento de plantas, com mais de 20 anos de experiência na gestão de programas de girassol, colza e beterraba. Olivier passou a maior parte da sua carreira gerindo inovação com o intuito de alinhar programas de I&D e de melhoramento (breeding) com objetivos de negócio.

    Bjørn Skjævestad tem vindo a desempenhar vários papéis-chave em empreendimentos de aquicultura, biotecnologia e saúde animal, tendo desenvolvido e vendido com sucesso várias empresas de melhoramento de peixes, e fazendo atualmente parte do Conselho de Administração de várias empresas de elevado crescimento. Baseado em Oslo, Bjørn é o proprietário e CEO da Altavida, uma empresa global de investimento e gestão.

    O fundador e CEO da Oceano Fresco, Bernardo Carvalho, afirmou que “ter um Conselho de Administração que combine investigação e desenvolvimento de alto nível com experiência comercial é um factor-chave para alcançarmos a ambição de nos tornarmos a empresa-líder mundial em aquicultura científica de bivalves”.

    O Conselho de Administração da Oceano Fresco é presidido pelo empreendedor de ciências da vida Nuno Arantes-Oliveira e inclui o CEO fundador, bem como representantes dos investidores BlueCrow Capital.

    Sobre a Oceano Fresco

    A Oceano Fresco aplica métodos científicos, tanto tradicionais como inovadores, à produção e melhoramento sistemático de variedades de bivalves de alto valor acrescentado. A empresa está a construir um centro biomarinho e uma maternidade de bivalves na região centro de Portugal, bem como um viveiro marinho de 100 hectares na costa do Algarve. A Oceano Fresco reúne uma equipa internacional de consultores, gestores, cientistas, empreendedores e técnicos, e ambiciona tornar-se a grande referência no mercado mundial de bivalves, avaliado em € 20 mil milhões, contribuindo assim para níveis mais altos de sustentabilidade na produção de alimentos global.

    Ccontacto: bernardo.carvalho@oceano-fresco.pt

    Website: www.oceano-fresco.pt

  • Artigo Item

    Olivier Cottet e Bjørn Skjævestad