• STARTUP DE AQUICULTURA OCEANO FRESCO OBTÉM FINANCIAMENTO DE €300K

    A Oceano Fresco, startup em aquicultura de bivalves, anunciou hoje o financiamento de €304K para o seu projeto SEMEAR. O valor será destinado a fazer avançar o trabalho inovador da empresa em I&DT na melhoria das espécies bivalves de alto valor para posterior comercialização em todo o mundo. O CEO e fundador, Bernardo Carvalho, refere: “Este é um passo fundamental do percurso para cumprir a visão da empresa em se tornar um grande player global de melhoramento e produção de bivalves".

    O incentivo para o projecto SEMEAR (24 meses, investimento total de € 513k) foi assegurado com sucesso após a aprovação da respectiva candidatura pelo programa PORTUGAL2020, no âmbito do Sistema de Incentivos à Investigação e Desenvolvimento Tecnológico.

    Financiada com este incentivo não reembolsável, a Oceano Fresco irá trabalhar para expandir e otimizar a produção de uma espécie de bivalve altamente procurada. Amêijoas e outras espécies de bivalves são amplamente considerados como uma alternativa limpa, saudável e economicamente atraente comparativamente a muitas culturas terrestres e produtos de aquicultura atuais.

    Uma vez que relativamente pouco investimento foi feito até agora na compreensão e melhoramento de bivalves, estes também são vistos como uma oportunidade potencialmente bastante grande para a inovação e empreendimentos empresariais.

    Sobre a Oceano Fresco

    Sediada em Mira, na costa da região centro de Portugal, a Oceano Fresco aplica métodos científicos convencionais e inovadores à melhoria sistemática e produção de variedades de bivalves de alto valor, iniciando com uma bem conhecida espécie de amêijoa, que a empresa espera reintroduzir no mercado a um preço competitivo. A Oceano Fresco reuniu uma equipa de conselheiros internacionais, gestores, cientistas e técnicos de craveira mundiais, e pretende tornar-se no player alternativo para o mercado de bivalves de €20 bilhões, contribuindo para níveis mais elevados de sustentabilidade na produção global de alimentos.

    Contacto para questões:bernardo.carvalho@oceano-fresco.pt

    Website:www.oceano-fresco.pt